Jornal da Mania

Deputados brigam por exposição acusada de promover pedofilia

13/09/2017 – 09h26

Marcus Marinho

Os deputados Jean Wyllys (PSol-RJ) e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) bateram boca no plenário da câmara. A confusão começou depois que Feliciano fez críticas à exposição Queermuseu, que estava em cartaz no espaço cultural do banco Santander, em Porto Alegre. A mostra, da artista plástica Bia Leite, foi cancelada, após denúncias de que as telas estariam incentivando a pedofilia por conterem desenhos de crianças e imagens religiosas, além de frases como “Criança viada travesti da lambada”. Há ainda desenhos que simulam o sexo com animais. Jean Wyllys foi contra o cancelamento da exposição, e classificou o caso como “censura”.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

Notícias que você pode gostar